Fique Por Dentro

Operação Quebra-Pedra combate extração ilegal de quartzito na Serra da Canastra

Postado em 28/01/2011 Comentar
Operação Quebra-Pedra combate extração ilegal de quartzito na Serra da Canastra

Fiscais do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e do Ibama iniciaram, no dia 6, juntamente com a Polícia Federal e a Polícia Militar Ambiental de Minas Gerais, a Operação Quebra-Pedra, que visa a coibir a extração de quartzito no Parque Nacional Serra da Canastra.

A operação, que conta com a participação 30 agentes, já apreendeu três caminhões e maquinário de beneficiamento da pedra, embargou atividades ilegais de mineração dentro do parque e lavrou 15 autos de infração em virtude de queimadas e desmatamento irregulares cujas multas já somam cerca de R$ 700 mil. O chefe do parque, Joaquim Maia Neto, disse que não há ainda uma previsão para o encerramento da operação.

O quartzito é uma rocha de arenito usada em larga escala pela construção civil, sobretudo, em piscinas e em calçamentos, e sua extração é feita com a explosão, por dinamite, das pedreiras, o que provoca profundos danos ambientais, como, por exemplo, a implosão de serras inteiras formadas por esse tipo de rocha, as quais levam de 100 a 150 anos para se recuperar.

O chefe do parque estima que há cerca de 300 garimpeiros exercendo ilegalmente a atividade de extração do quartzito em uma área da Serra da Canastra que está em processo de regularização fundiária. Além das rochas, eles destroem, com as explosões, uma das regiões do País que mais apresentam animais em risco de extinção, tais como o lobo-guará, o urubu-rei, a onça parda, a jaguatirica, o tatu-canastra, bem como várias nascentes de grandes rios nacionais, como as do Rio São Francisco e as do Rio Paraná.

Um dos rios mais conhecidos que nascem no chapadão e formam a bacia do Paraná, é o Araguari, também chamado de Rio das Velhas em sua parte inicial O parque ocupa uma área de 200 mil hectares (ha), dos quais 71.525 ha estão regularizados e demarcados e 128.475 ha estão em fase de regularização fundiária.

Com a Operação Quebra Pedra, a equipe de fiscalização pretende paralisar a extração ilegal do quartzito e sua comercialização, bem como a exploração de gado, as plantações de café e o turismo irregular desenvolvido no local.

Dicas de Relacionadas

Operação, pedra, extração, quartzito, serra, canastra, orex, bahia
Orex Mineração

Riacho do Curral, Sitio Algodão, Zona Rural s/n, Ouricuri- PE - Brasil | CEP: 56200-000 | Tel: +55 21 99711.7337 | orex@orex.com.br